Linha do Tempo

Tipos de Sapato

Fizemos uma opção fundamental pelo que pode ser considerado ‘estilo clássico’. Seja pela sua aparência atemporal, seja pela maneira como decidimos executar os sapatos que apresentamos a você. Falamos em resgatar técnicas e tradições, por isso dividimos aqui um pouco do nosso conhecimento e diferenciação dos nossos modelos. Conheça nossas primeiras apostas.

OXFORD

Este modelo de sapato tem o que se chama “closed lacing“ e por isso é considerado um modelo mais formal. Nele, os atacadores - os furos onde corre o cadarço - estão em abas fechadas e fixas da gáspea, aquela lateral do couro, formando uma peça única. Vitrine Oxford 

DERBY

Por sua vez, o Derby possui o “open lacing”, consequentemente menos formal por conta de suas abas soltas. Esta amarração permite um maior ajuste ao peito do pé, resultando em maior conforto para pés mais altos. Pode-se dizer que o grau de formalidade do modelo depende do tipo de couro e solado utilizados. Vitrine Derby

BROGUE

Na verdade, Brogue não é um modelo de sapato. É o nome que se dá àqueles furinhos que enfeitam qualquer modelo, mas que, de tão tradicionais, tem também uma linguagem própria: full brogue, half brogue, captoe brogue.Wingtip e longwing tem desenhos que lembram as asas de um pássaro, e florão, ou medalhão, são os adornos no bico do sapato. Considerados casuais nas culturas mais tradicionais, no Brasil, esbajam seu charme do terno ao jeans. Vitrine Brogue

LOAFER

Ou "slip-on”, é sempre sem cadarço e tem uma costura em forma de “U” na parte superior do cabedal que se chama pala. É um modelo bastante versátil, podendo ser encontrado em múltiplas versões de couro e sola. Também pode vir adornado por uma faixa (“tie” ou “penny”), por uma franja (“tassel”), por outros adornos, ou mesmo, sem enfeites, apenas liso. Vitrine Loafer

BOOT

As Boots também podem ser ‘um clássico’ apesar da grande variedade de tipos. As diferenças estão nas variáveis de altura do cano, de tipo de solado e se são de elástico ou de amarrar. A Chelsea, por exemplo, tem aquele elástico na lateral e fica na altura do tornozelo como a Ankle. Já a Chukka e a Desert são modelos de cano médio. Estas quatro são as bases para todas as variações. A Chukka é o modelo que inaugura a nossa coleção. Vitrine Boot

LOAFER

Ou "slip-on”, é sempre sem cadarço e tem uma costura em forma de “U” na parte superior do cabedal que se chama pala. É um modelo bastante versátil, podendo ser encontrado em múltiplas versões de couro e sola. Também pode vir adornado por uma faixa (“tie” ou “penny”), por uma franja (“tassel”), por outros adornos, ou mesmo, sem enfeites, apenas liso. Vitrine Loafer